4 de jul de 2012

Captura Inusitada

Com a necessidade de testar novos equipamentos que chegaram em minhas mãos para empreitadas futuras, segui para alguns testes de campo para ver como eles se iriam se comportar. Alias sempre, sempre, quando comprarmos novos equipamentos é melhor testa-los antes de usar na ocasião para qual foram comprados, afinal ninguém quer ficar na mão.

Como parte do equipamento era de pesca, levei eles para uma pescaria rápida, um dia gélido apesar do sol, com provável baixa nas ações, e assim foi.

Em época de frio o metabolismo dos peixes geralmente diminui o que faz com que se alimentem menos, o que dificulta a pesca mas não a torna impossível, sendo apenas necessário mais técnicas e observação.

Entre um arremesso e outro com o fly ao redor do tanque, seguindo para a cabeceira dele ( lugar mais raso) havia como esperado uma maior movimentação dos peixes, vários redondos, africanos e tilápias.

Em um arremesso o ataque a isca e o arranque de linha, briga boa, poderia ser até um grande africano, minutos de briga e o peixe não se rendia, e não encostava no barranco, o que é estranho se fosse um bagre.

Após um tempo o belo exemplar aponta, mais um tempo de briga e ele vem a tona, uma belíssima carpa espelho de cor laranja que rendeu uma belíssima briga no fly, este um conjunto #6 linha WF - F com leader de 10 pés 60-20-20 com formiga de EVA.




Isso mostra o quão diversificada pode ser a pesca com artificiais, seja no fly ou no bait e que mesmo peixes normalmente capturados com iscas naturais e sobretudo massas, podem atacar outras iscas, bastando uma observação das condições locais. E o detalhe fica por conta dos pouquíssimos exemplares de carpas que tem neste lago.




2 comentários:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...