18 de abr de 2011

Laranja Evolution - Como deixar um Pai feliz

Desde quando nasci meu pai sempre me levava para pescar, porem das recordações do passado esta uma vara dele que ele utiliza até nos dias de hoje.

Para falar a verdade esta vara e o xodó dele, não interessa qual vara ele ganhar, esta vara sempre estará nas pescaria com ele.

Uma vara de corpo preto e ponta laranja, cuja qual ficou com o nome de laranja.

A questão é que por mais antiga que seja é o xodó dele, e depois de tanto tempo, esta vara já estava bem "baleada" não o blank que estava em perfeitas condições mas sim os outros componentes.

Para ser sincero nestes últimos tempos, a emenda da vara estava torta, a pintura toda desgastada, o cabo já bem gastado, o reel seat já estava solto, então toda hora ele precisava ficar virando ele para arrumar, e os passadores que são bem antigos de metais inteiro.

Comecei a ficar chateado com a situação, afinal é a vara preferida dele, e mesmo com outras varas novas é esta que ele sempre quer utilizar.

Momento então que pensei é hora de fazer ela "surgir das cinzas", mas a questão era o que vou fazer, afinal é a vara preferida dele, e se eu desmontar e montar como ele não gosta ele vai ficar bastante triste.

Então entre uma pescaria e outra, ele já me deu um toque que precisava arrumar o reel seat, também comecei a jogar uns "verdes", ou seja, conversando sem nunca mostrar intenção de que queria mexer nela, nesta descobri por exemplo que ele gostava da amarração dos passadores de forma simples, sem trançado, detalhes etc basicamente gostava da originalidade dela.

Bom sabia que ele achava bonito cabos bi-partidos etc.

Sabendo de algumas coisas importantes tinha um grande problema, precisava dos passadores e do cabo pronto para ela.

Aqui é onde deixo meus sinceros agradecimentos ao Jorge Pozzobon, o qual entrei em contato e expliquei a situação, ele me disse que só fazia peças etc, para uso em suas próprias varas que não vendia peças separadas, mas que dada a situação faria uma exceção, e me fez o cabo e mandou junto com os passadores ( um excelente trabalho).

Tudo pronto era hora da correria, meu tempo é curto e eu precisava trabalhar nela enquanto ele não estive-se em casa e de madrugada enquanto ele dormia.

Primeiro de tudo observe como a vara estava torta, devido ao encaixe dela.



Abaixo como ela estava no geral, bem desgastada, passadores de metal, etc.




Comecei tirando todos os passadores, o encaixa, tirei todo o cabo, seat etc, e aproveitei para lixar, afim de retirar toda a tinta da vara. Abaixo ela no meio do processo.

Depois de lixada, hora da pintura, tinta automotiva nela, mantendo como era preta e a ponta laranja, sem alterar nem um centímetro a mais ou a menos.

Fixei todo o cabo, e fiz a amarração dos passadores, de forma simples em linha preta como era e como meu pai gostava, quanto ao encaixe da vara, coloquei um novo "embuxado" dando mais resistência para evitar que se entorte.

Detalhe do primeiro passador, com as linhas já resinadas.




E por fim ela finalizada, como ficou.




Detalhe do cabo.



Claro que a melhor parte foi quando entreguei ela para ele, mostrando que tinha mantido tudo como ele gostava, alterado o cabo etc, e que agora ela estava pronta para os combates.

Neste mesmo tempo para uns amigos que estavam na loja, ele já saiu mostrando e falando o quanto é boa aquela vara etc.

Nada como ver o meu bom companheiro feliz com seu xodó,a famosa "laranja", agora na sua versão EV....

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...