3 de mar de 2011

PMA divulga balanço final da operação piracema 2010/2011

Os resultados obtidos na fiscalização durante a “Operação Piracema” demonstram que a estratégia que a Polícia Militar Ambiental tem mantido nos últimos anos - de destinar a fiscalização aos pontos críticos, ou seja, cachoeiras e corredeiras - tem dado certo e os recursos pesqueiros do Estado estão sendo bem conservados. No total foram apreendidos 984kg de pescado, com 69 pessoas presas. Ou seja, um número grande de pessoas presas, com pouco pescado apreendido. Desde que adotou esta estratégia, o máximo que a PMA tem apreendido tem sido próximo a duas toneladas.

Esta foi a piracema com menor número de pescado apreendido. Foram apreendidos 984kg, pouco mais da metade, com relação à piracema passada. Houve também menos pessoas presas. 69 pessoas, sendo este número inferior à piracema passada (98). Na verdade, o Comando da PMA acredita que estes números se manterão, pois, pescadores inescrupulosos continuarão a cometer crimes ambientais. A PMA espera que, com a fiscalização intensiva, haja sempre um grande número de pessoas presas no momento que iniciam a pescaria, ou seja, sem que tenham conseguido capturar grande quantidade de pescado. Os números mostram isso e, esta é a melhor estratégia.

A quantidade de petrechos de pesca, barco, motores de popa apreendidos está dentro do que se apreendeu em piracemas anteriores, embora menores do que a piracema passada.
 
O Subcomandante da PMA major Carlos Barbosa, mais os Comandantes da PMA de Corumbá e Coxim, estão em operação com vários policiais desde o dia 27 de fevereiro (quinta-feira) e continuarão até o próximo dia 3/3, mesmo depois da pesca aberta, no intuito de prevenir a pesca predatória.

O Comando da PMA também determinou que cada Comandante reforce o policiamento em todas as áreas de suas Subunidades.

Números finais da operação piracema 2010/2011 (números das piracemas anteriores).






Foto - PM/PMA - Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...