27 de fev de 2009

Anzóis e suas Especificações Gerais


Bons anzóis são de suma importância , por isso nada mais justo do que abordar este assunto, entender algumas coisas e assim montar nosso equipamento de forma que o conjunto se torne equilibrado, e maximize as ações dos peixes e capturas.

Temos algumas características básicas dos anzóis, para a maioria dos casos não e necessário saber mais do que isso.

Existe uma gama muito grande de anzóis,  seja por diferença no tamanho da haste, posição do olho, formato etc.
Eles são fabricados com características próprias, visando muitas vezes um tipo de pesca, porem não significa que seja fechado a isso, podemos montar o equipamento das mais variadas formas, com os mais variados tipos de anzóis e obter ótimos resultados.

Exemplo disso é o anzol wide gape, que foi desenvolvido para se utilizar com iscas vivas e hoje em dia é utilizado em larga escala na pesca com boias cevadeiras e miçangas.
São feitos de diferentes formas e recebem diversos tipos de tratamentos, uns são feitos para aguentar a corrosão, outros os chamados ecológicos são feitos para sofrer corrosão rapidamente, sendo feitos pensando no caso de ficar na boca do peixe, quando o mesmo quebra a linha etc.

Na tabela abaixo podemos observar a resistência à oxidação dos principais revestimentos usados em anzóis, os números indicam o percentual da superfície atacado pela ferrugem.



Há 3 tipos básicos de anzóis quanto ao numero de fisgas, quanto mais fisga maior a chance de enrosco, entretanto isso não é grande problema na maioria das vezes.

Anzol Simples -> Utilizado em grande quantidade na pesca com iscas naturais, e em algumas montagens com iscas artificiais.

Anzóis duplos -> O menos utilizado de todos, normalmente utilizam o simples, ou o triplo. Este é normalmente utilizado com Iscas Artificiais.

Anzóis Triplos -> conhecido como garateias, pencas, Ferra Ferra etc.
São os anzóis mais comuns utilizados em Iscas Artificiais, porem proporcionam grande chance de enrosco, dependendo do local onde é utilizado.




As partes de um anzol são:

Olho(olhal , pata dependendo do tipo), haste, abertura, garganta, barbela, ponta e curvatura


O Olho do anzol, pode ser aberto em forma de argora ou fechado o famoso pata.


Haste do Anzol
Alteração apenas no tamanho, algumas mais curtos outros mais longos, característica de cada anzol.

Tamanho do Anzol - Numeração

Não existe um tamanho universal, não existe convenção utilizada para os anzóis, porem toma-se como padrão a nomenclatura da Mustad.
O tamanho do anzol até 1 cm, sua numeração é inversamente proporcional ao seu tamanho.
Ou seja é da seguinte forma 1/x = numero do anzol, onde x é o seu tamanho.
Assim um anzol de n° 2 , para sabermos seu tamanho basta fazer :

1/x = 2 > 1 = 2x > x = 1: 2 -> assim x = 0,5 portanto seu tamanho é 0,5 cm.

Esta regra é valida para anzóis até 1 cm, após isso o n° do anzol é seu próprio tamanho, porem para diferenciar dos anzóis pequenos, os anzóis maiores de 1cm, vem com /0 após seu numero.
Assim um anzol de 7 cm, tem como n° 7/0
Mas calma não é necessário se descabelar sobre decorar tamanhos etc.
Para facilitar nada melhor do que o método do "olhometro" ou seja compre o anzol do tamanho que for conveniente para a pesca, em função da boca do peixe, ou de acordo com a isca artificial.

Tipos de anzóis.

Aqui segue alguns tipos de anzóis encontrados pelas lojas a fora.


Maruseigo - Este anzol é muito utilizado, garante boas fisgadas, tem um bom desenho.




Chinu - Muito utilizado na pesca de redondos, por exemplo com miçangas



Anzol para Worm - Anzol para a pesca com iscas softs em vários formatos e modelos

Jig Head - Na verdade há diversas formas dos anzóis, porem a caracteristica deste grupo é que na cabeça do anzol há um chumbo.

Muito utilizado para montagens com soft baits, podem ser feitos em casa.




Bait holder - Muito conhecido como anzol comum, com farpas nas costas, muito versátil, facilita a fixação da isca devido as farpas.




Garatéia - É feito a partir da união de três anzóis.Geralmente equipa as iscas artificiais.





Crystal - Facilita a captura de peixes de boca pequena, como o lambarí e piavas.



Wide gap: Usado para a pesca com iscas vivas. Mantém a isca viva por mais tempo e com maior mobilidade. Também se tornou muito utilizado na pesca com miçangas em Pesque e Pagues.




Circle Hoock - Sua forma foi desenhada, para fisgar o peixe no canto da boca bem no canivete, anzol de ótima qualidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...